Pesquisou por: Ser pai aos 50 anos

Você está a ver informação sobre crianças , artigos sobre gravidez e/ou outros artigos e informações relacionadas com a sua pesquisa ser pai aos 50 anos. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez e crescimento dos seus filhos. fudeu a mãe quando o pai foi trabalhar, comeno a filha na fremte da mãe, pai comedo a filinha e sua mãe.  


Essa situação dura muito tempo?

Ser pai aos 50 anos

Pouco a pouco, a criança começa a interessar-se por companhias da mesma idade, demonstrando alegria por esses contactos. Para uma criança de três ou quatro anos, porém, ainda pode ser difícil controlar os impulsos e suportar as interferências. Então acontecem as zangas. Por mais que os adultos proporcionem à criança um ambiente saudável para amadurecer, demora anos para que ela chegue a uma boa convivência fora da família. Isso faz parte do desenvolvimento normal da criança e não e razão para preocupações.

Leia mais...

Quais as causas das convulsões?

Ser pai aos 50 anos

As convulsões podem ser provocadas por falta de oxigénio (quando a criança perde o fôlego), pelo emprego de medicamentos aparentemente inofensivos (como os usados contra a sarna e piolhos) e, mais vulgarmente, por uma subida muito rápida da temperatura. Até aos dois anos de idade, as convulsões são interpretadas num outro quadro, diferente do diagnóstico para os adultos, que frequentemente sugere epilepsia.

Leia mais...

O tratamento é idêntico?

Não. As bactérias devem ser combatidas com antibióticos. Já os vírus não costumam ser tratados com medicamentos, pois esses nem sempre são eficazes. É o próprio sistema de defesa da pessoa que se encarrega de eliminar o invasor. Os remédios, nesse caso, servem apenas para aliviar os sintomas. Um exemplo são os descongestionantes nasais. Por esse motivo, o uso de remédios sem orientação médica deve ser evitado: corre-se o risco de ingerir drogas fortes e inadequadas.

  Leia mais...

Qual o primeiro alimento introduzido?

A fruta, porque o seu sabor adocicado se aproxima do sabor do leite. No início, a fruta deve ser dada na forma de sumo, no biberão ou na colher, em doses pequenas: uma ou, no máximo, duas colheres de chá, uma vez por dia. Não é obrigatório fazer o sumo só com laranja. Pode utilizar morango ou outra fruta da época. Depois, a fruta pode ser amassada, de forma a fazer uma papa, e ser oferecida pura ou com cereais.

Leia mais...

Por que não se recomenda misturá-las?

Cada alimento tem de ser apresentado em separado, para que a mãe consiga avaliar a aceitação da criança e a reacção dos seus intestinos. Dependendo do que observar, a quantidade deve ser aumentada progressivamente, podendo arriscar algumas combinações. Os sumos costumam ser introduzidos entre o terceiro e o quarto mês, num intervalo entre as mamadas excepto em casos de bebés que receberam exclusivamente leite materno ate ao sexto mês de vida.

Leia mais...
Ser pai aos 50 anos | Guia da Mãe | Informações sobre a gravidez e o seu bebé.