Pesquisou por: Pessoas com dois orgaos

Você está a ver artigos sobre gravidez , alimentação e/ou outros artigos e informações relacionadas com a sua pesquisa pessoas com dois orgaos. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez e crescimento dos seus filhos. fudeu a mãe quando o pai foi trabalhar, comeno a filha na fremte da mãe, pai comedo a filinha e sua mãe.  


Como pode a mãe ajuda-lo?

Pessoas com dois orgaos

Uma vez que ele se interessa particularmente pelo rosto dela, ao dar de mamar, no braço e sempre que possível, a mãe deve conversar face a face com o filho.

Mantenha a cara mais ou menos um palmo de distância, para que ele o veja com clareza. Se se chegar muito perto, ele verá dois rostos; afastando-se muito, ele apenas verá uma mancha.

De um modo geral, o contorno, o contraste e o movimento dos rostos das pessoas chamam a atenção do bebé

Leia mais...

E quando a criança não tem amigos?

Pessoas com dois orgaos

A criança isolada, que não tem oportunidade de ter amigos mesmo que seja apenas um ou dois  arrisca-se a ter um amadurecimento emocional incompleto. Trocar experiências, ver outras pessoas resolverem os problemas de outra maneira, é indispensável para que ela se prepare para conviver com o mundo exterior. Não se trata de obrigá-la a viver rodeada de gente, nem de querer que seja igual às demais  essa padronização nivela e empobrece a individualidade. Cabe aos adultos criar condições para que ela conviva com outras crianças. Às vezes, porém, é a própria criança que se isola, evitando as outras. Então, é preciso descobrir por que é que ela não quer companhia.

Leia mais...

Pode conhecer-se melhor a criança através da fantasia?

Pessoas com dois orgaos

Ouvindo atentamente" as suas histórias, podemos entrar em contacto com os seus problemas, ansiedades, medos e perspectivas da vida. Além de rever as nossas próprias atitudes, pois a imaginação da criança pequena tem forte ligação com as emoções despertadas nela pelas pessoas com quem convive.

Leia mais...

Quando e que a criança começa a andar?

Um impulso muito forte faz com que todas as crianças queiram pôr-se de pé. Conforme vai crescendo, a criança vai-se recusando a ficar deitada, até no momento de trocar a fralda. A princípio, segura-se nos móveis e nas mãos das pessoas para se manter em pé. É com esse apoio que dá os primeiros passos. Finalmente, por volta dos 12 meses, depois de algumas quedas, consegue ficar de pé e andar sozinha. Este acontecimento é um marco na sua vida. Ao movimentar-se sem ajuda, a criança começa a exercer a capacidade humana de sobreviver com os seus próprios recursos.

Leia mais...

E se a sua casa não tiver espaço?

É muito difícil não caber na casa pelo menos um pequeno aquário, com um ou dois peixinhos. São mais fáceis de tratar, precisam apenas de água limpa e comida renovada regularmente não ocupam espaço, não fazem barulho, não criam problemas com os outros. Mas se não houver meios para ter um animal em casa, é preciso explicar bem as razões à criança. Conviver com negativas é um exercício necessário, também, para o seu crescimento.

Leia mais...

Quais os principais progressos da criança?

Ao longo do segundo ano de vida, o seu desenvolvimento motor é intenso. Com 18 meses, ele deixa de parecer-se com um bebé e é quase um garotinho. Equilibra-se bem ao andar (inclusive para trás, arrastando um objecto), pode subir escadas segurando-se na mão de alguém ou apoiando-se nas paredes ou no corrimão. Senta-se sozinho numa cadeira e sabe chutar uma bola. Pode rabiscar um papel e empilhar cubos. Nesta etapa, é incrivelmente divertido ficar com a criança, que já está a adaptar-se à família e todos os dias aparece com uma novidade.

Leia mais...
Pessoas com dois orgaos | Guia da Mãe | Informações sobre a gravidez e o seu bebé.