Cumendo a filia brincando

Você está a ver informação sobre crianças , artigos sobre gravidez e/ou outros artigos e informações relacionadas com a sua pesquisa cumendo a filia brincando. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez e crescimento dos seus filhos.  

A agressividade é vulgar nas brincadeiras?

Cumendo a filia brincando

align: justify;">an style="line-height: 1.714285714; font-size: 1rem;">Muito, tanto em relação aos brinquedos como entre as próprias criaas. É que, brincando, elas põem cá fora as suas angústias, medos, dúvidas, raiva. Desde que não magoem ninguém, devemos apenas observar essas manifestações, que fazem parte do desenvolvimento da criaa.an>

Leia mais...

A educação familiar tem influência?

Cumendo a filia brincando

align: justify;">an style="line-height: 1.714285714; font-size: 1rem;">Sim, tem um peso decisivo. Como o homem não é educado para ser pai (da mesma forma que a menina é educada para ser mãe, brincando com bonecas desde cedo), acaba por ter dificuldade em assumir esse papel. Outro empecilho que pode existir é os jovens não terem tido um bom modelo de pai pois a ausência dos homens nas tarefas domésticas ainda é um fenómeno muito vulgar.an>

align: justify;">

Leia mais...

E se o menino quiser brincar com bonecas?

Cumendo a filia brincando

align: justify;">an style="line-height: 1.714285714; font-size: 1rem;">Não há razão para ficar horrorizada ou com quem medo de que fique "maricas". Se os meninos pequenos brincassem mais com bonecas talvez ficassem mais aptos a participar na vida familiar e nos cuidados com os filhos, no futuro. As meninas, por sua vez, brincando com bolas e com carrinhos, poderiam adquirir mais iniciativa para batalhar, mais tarde, por uma carreira profissional. Cuidar dos filhos e trabalhar não são tarefas femininas ou masculinas, mas tarefas de pessoas adultas. Quem sabe se, assim, os pais não estariam a dar a an>sua contribuição para uma sociedade mais igualitária?

align: justify;">

Leia mais...

Quais imitações podem ser prejudiciais?

align: justify;">an style="font-size: 1rem; line-height: 1.714285714;">Às vezes, a criaa empenha-se tanto em acompanhar os adultos, para observá-los e imitá-los, que chega a prejudicar as suas actividades. Se a mãe está a fazer um bolo, a criaa insiste em ajudá-la, se o pai está a pintar uma cadeira, ela pedi um pincel para pintar também.an>

Leia mais...

Quando e que a criaa está pronta a ser alfabetizada?

align: justify;">an style="line-height: 1.714285714; text-align: justify; font-size: 1rem;">Existe uma grande polémica entre os educadores quanto à idade ideal. Há especialistas (como o norte-americano Glcnn Doman) que dizem que se pode aprender a ler a partir dos 10 meses de idade. O ideal é que a aprendizagem acompanhe a manifestação do interesse da criaa. Uma educadora costuma dizer que "as criaas têm o mau hábito de não pedir permissão para começarem a aprender". O sucesso da alfabetização depende do amadurecimento emocional e intelectual da criaa.an>

Leia mais...

A alfabetização precoce pode trazer problemas?

align: justify;">an style="line-height: 1.714285714; text-align: justify; font-size: 1rem;">Há casos de dificuldades posteriores em relação à escrita. Por exemplo, o hábito do espelho de letras (em que a palavra é escrita ao contrário), omissão de letras, rotação de números (o número oito deitado). A criaa pode também revelar distúrbios emocionais, como gaguez, tiques nervosos, falta de concentração e agressividade.an>

Leia mais...
Cumendo a filia brincando | Guia da Mae