Crianca brigando com adulto

Você está a ver alimentação , informação sobre crianças e/ou outros artigos e informações relacionadas com a sua pesquisa crianca brigando com adulto. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez e crescimento dos seus filhos.  

Os pais devem agir como juízes?

Crianca brigando com adulto

Às vezes, vale a pena agir dessa forma, mas isso pode custar caro à criança. Ao solicitar a intervenção do adulto durante a briga, a criança espera que ele solicite o problema a seu favor. O adulto procurar descobrir quem tem razão, para servir de árbitro, usa uma lógica que não faz o menor sentido para a criança, ela pode ficar ressentida ao ver os pais tomar uma atitude contra ela. Mas uma aula de equidade, de justiça, no momento certo, pode deixar sementes para um futuro mais fácil para a criança.

Leia mais...

Como evitar as quedas?

Crianca brigando com adulto

 As quedas são inevitáveis, por mais cuidados que os pais tomem. A criança está a gatinhar bem, de repente desequilibrase e bate com a testa no chão; tenta passar de um móvel para o outro, mas calcula mal a distância e cai. Não e possível vigiá-la constantemente. Mesmo porque, se um adulto a segurar sempre e tolher demasiado os seus movimentos, a criança pode perder a oportunidade de aprender a equilibrar-se. As quedas são importantes ate por isso para a criança perceber a diferença entre equilíbrio e desequilíbrio.

Leia mais...

Como ensinar a criança a cuidar dela?

Dando-lhe atenção e apoio, lembrando-lhe as regras, verificando os resultados e refazendo, de uma forma mais clara e simples, as coisas que ela ainda não consegue fazer bem. Exemplificando: tomar banho é uma actividade simples para o adulto, mas a criança precisa de ser ensinada. Se lhe mostrarmos que o lógico é lavar primeiro a cabeça, depois os braços e o tronco, e por último as pernas e os pés, ela aprenderá. Quando não são orientados, os miúdos tendem a lavar apenas a barriga.

Leia mais...

Como acabar com essas batalhas?

Ameaças, castigos, promessas, gracinhas, tudo serve para encobrir o problema, mas nada resolve. Até mesmo a inofensiva brincadeira do aviãozinho transmite à criança a ansiedade do adulto. O importante é garantir que a hora da refeição seja tranquila e respeitar o paladar infantil. Com isso, desaparecem as tensões e caras feias e redescobre-se o prazer de comer.

Leia mais...
Crianca brigando com adulto | Guia da Mae