Pesquisou por: Crianca a ser fudida

Você está a ver alimentação , informação sobre crianças e/ou outros artigos e informações relacionadas com a sua pesquisa crianca a ser fudida. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez e crescimento dos seus filhos. fudeu a mãe quando o pai foi trabalhar, comeno a filha na fremte da mãe, pai comedo a filinha e sua mãe.  


Quando e que a criaa está pronta a ser alfabetizada?

Crianca a ser fudida

align: justify;">an style="line-height: 1.714285714; text-align: justify; font-size: 1rem;">Existe uma grande polémica entre os educadores quanto à idade ideal. Há especialistas (como o norte-americano Glcnn Doman) que dizem que se pode aprender a ler a partir dos 10 meses de idade. O ideal é que a aprendizagem acompanhe a manifestação do interesse da criaa. Uma educadora costuma dizer que "as criaas têm o mau hábito de não pedir permissão para começarem a aprender". O sucesso da alfabetização depende do amadurecimento emocional e intelectual da criaa.an>

Leia mais...

O que fazer se a criaa pedir para ser beijada na boca?

Crianca a ser fudida

align: justify;">an style="line-height: 1.714285714; text-align: justify; font-size: 1rem;">As demonstrações de carinho e afecto são questões culturais. Na Rússia, por exemplo, é comum amigos e parentes cumprimentarem-se com um beijo na boca. Se você se sentir constrangida com o pedido do seu filho, diga-lhe a verdade: que o beijo na bocaserve para namorar e, como nem você nem o pai estão a namorar com a criaa, não é na boca que a vão beijar. Além disso, se vocês a beijarem como namorados, futuramente ela poderá ter dificuldades em posicionar adequadamente os papéis dos pais e dos namorados na vida diária.an>

Leia mais...

Deve impedir-se a criaa de chorar?

Crianca a ser fudida

align: justify;">Não. Quando se critica uma criaa por chorar ou se procura conter as lágrimas através de expressões do tipo "não foi nada" ou " o menino não chora", ela pode pensar que os pais não gostam que demonstre os seus sentimentos. Como tudo o que ela quer é ser aprovada por eles, a criaa pode começar a esconder os seus problemas e emoções. A mãe talvez fique aliviada porque o pranto cessou. Mas o choro contido pode fazer muito mal ao seu filho: não proporciona alívio e, o que é pior, a criaa não conquista apoio, carinho e compreensão.

Leia mais...

E se o medo não tiver razão de ser?

align: justify;">an style="line-height: 1.714285714; font-size: 1rem;">Nem sempre acertamos ao lidar com os medos dos filhos pequenos. Mesmo que para os adultos aquele temor não faça o menor sentido, ele deve ser respeitado (jamais ridicularizado), porque, certamente, tem a sua razão de ser para a criaa. Nestes casos, é muito comum os pais usarem argumentos lógicos para tentar tranquilizar o filho e forçá-lo a encarar o medo. Então, obrigam-no a entrar na água do mar, a colocar a mão sobre o aspirador, cujo barulho o assusta, a voltar sozinho para o seu quarto mesmo quando diz que há lá um monstro terrível.an>

Leia mais...

Que cuidados devem ser tomados?

align: justify;">an style="line-height: 1.714285714; font-size: 1rem;">Agora que a criaa aprendeu a movimentar-se, será difícil mantê-la presa no parque. Ela quer explorar a casa inteira. Algumas medidas de seguraa passam a ser indispensáveis:an>

align: justify;">- Cobrir as tomadas de electricidade com um protector próprio ou com fita adesiva, pois esses são dos primeiros lugares onde ela quererá pôr o dedo.

align: justify;">- Manter remédios, produtos de limpeza e higiene, insecticidas, fósforos e cosméticos fora do seu alcance. As plantas também pois algumas são tóxicas.

align: justify;">- Não colocar na mesa toalhas longas que cheguem quase ao chão: o bebé pode pendurar-se nelas, puxá-las e fazer a loiça cair sobre ele.

align: justify;">- Colocar portinholas nas escadas.

align: justify;">- Muito cuidado com o chão molhado, fios de electrodomésticos expostos em lugares de passagem. Cuidado também com caroços de fruta, moedas e botões caídos no chão a criaa pode levá-los à boca e engasgar-se.

Leia mais...

O animal pode ser uma boa compensação ou prémio?

align: justify;">an style="line-height: 1.714285714; text-align: justify; font-size: 1rem;">É um erro dar um animal para compensar alguma perda que a criaa tenha sofrido: a substituição não é perfeita e ela pode ficar com uma noção errada de valores. Pode mesmo relacionar-se com o animal de uma forma errada, vendo nela apenas um substituto daquilo que perdeu. Também não se deve dar à criaa um animal em troca da promessa de alguma mudaa de comportamento. A qualquer momento, ela pode achar que o sacrifício não vale a pena e passar a relacionar-se mal com o animal. O melhor é dar o animal à criaa se ela tiver mostrado interesse em tê-lo.an>

Leia mais...
Crianca a ser fudida | Guia da Mãe | Informações sobre a gravidez e o seu bebé.