Pesquisou por: Bucetuda com sainha de elastico

Você está a ver informação para grávidas , artigos sobre gravidez e/ou outros artigos e informações relacionadas com a sua pesquisa bucetuda com sainha de elastico. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez e crescimento dos seus filhos. fudeu a mãe quando o pai foi trabalhar, comeno a filha na fremte da mãe, pai comedo a filinha e sua mãe.  


Pode conhecer-se melhor a criança através da fantasia?

Bucetuda com sainha de elastico

Ouvindo atentamente" as suas histórias, podemos entrar em contacto com os seus problemas, ansiedades, medos e perspectivas da vida. Além de rever as nossas próprias atitudes, pois a imaginação da criança pequena tem forte ligação com as emoções despertadas nela pelas pessoas com quem convive.

Leia mais...

Quando aprende a subir e descer escadas?

Bucetuda com sainha de elastico

Por volta dos dois anos. Nesta idade, as suas pernas já estão mais compridas (em comparação com o resto do corpo) do que quando ele nasceu. Muito ágil, sabe saltar no mesmo sítio, aprende a pedalar um triciclo, sobe e desce escadas sozinho, colocando os dois pés em cada degrau. Pode baixar-se para apanhar um objecto do chão sem cair. Já consegue segurar o lápis com os dedos (já não com a mão fechada) e é capaz de girar a maçaneta da porta.

Leia mais...

Em que ponto está ao completar seis anos?

Nessa idade, já desenvolveu muitos controlos e pode identificar-se com outros. Mostra-se mais realista e abandona, aos poucos, a preocupação exagerada com a satisfação das suas necessidades. Algumas até se revelam intransigentes com quem transgride regras e fazem exigências quando os adultos e comportam mal. Por isso, os pais devem ser coerentes e tentar dar bons exemplos.

Leia mais...

E se a criança perde o fôlego?

Não há razão para preocupações: o choro convulsivo, seguido de uma interrupção da respiração assusta muito os pais, mas esses acessos não duram mais que alguns segundos (um minuto, no máximo): rapidamente a criança volta ao normal. Estas situações acontecem com crianças muito sensíveis, que se descontrolam perante uma contrariedade, e às vezes são apenas uma forma involuntária de chamar a atenção, de demonstrar insatisfação e de provocar a reacção dos pais. Daí a importância de agir com naturalidade, sem cercar a criança de cuidados excessivos para evitar que o truque se torne um hábito, ao qual ela recorrerá sempre que lhe der vontade. Esses acessos não são prejudiciais em si e acabam por ser superados com o tempo.

Leia mais...
Bucetuda com sainha de elastico | Guia da Mãe | Informações sobre a gravidez e o seu bebé.