Pesquisou por: Bucetuda com sainha de elastico

Você está a ver informação sobre crianças , coisas de bebé e/ou outros artigos e informações relacionadas com a sua pesquisa bucetuda com sainha de elastico. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez e crescimento dos seus filhos. fudeu a mãe quando o pai foi trabalhar, comeno a filha na fremte da mãe, pai comedo a filinha e sua mãe.  


É por isso que começa a inventar?

Bucetuda com sainha de elastico

A criança não pode ficar sem entender as coisas que acontecem com ela ou à sua volta. Então, cria uma explicação satisfatória, mesmo sendo fantasiosa. Isso é próprio do ser humano. O homem primitivo, por exemplo, inventava explicações mágicas para fenómenos da natureza como o trovão ou o relâmpago. Com frequência, as explicações científicas para esses factos são tão complicadas para o entendimento da criança que ela trata de inventar uma mais fácil: "o trovão aparece quando Deus resolve mudar os móveis lá do céu".

Leia mais...

Que medidas se devem tomar?

Bucetuda com sainha de elastico
Todas aquelas que já eram recomendadas ao tempo em que a criança começou a gatinhar, acrescidas de mais algumas: - Muito cuidado com tapetes e tacos soltos. - Se mora num apartamento, coloque grades nas janelas. - Não deixe os cabos das panelas virados para fora do fogão. - Cuidado com gavetas, tesouras, facas, garfos, ferramentas, alfinetes e agulhas, além de vidros, garrafas e sacos de plástico. Guarde-os em locais altos. - Mantenha a porta da casa-de-banho fechada: é uma tentação mexer na água-da sanita. Leia mais...

Qual a melhor maneira de responder?

Bucetuda com sainha de elastico

Falando com clareza, usando expressões ou situações que ela já consiga entender. Se não tiver uma explicação imediata, não há mal nenhum em prometer uma resposta para depois, ou mesmo dizer "não sei", quando realmente não souber. É sempre melhor dar uma boa resposta mais tarde do que baralhar a cabecinha da criança. As respostas claras e seguras permitem-lhe desenvolver o raciocínio e a inteligência. Dizer simplesmente "porque é", "porque sim", mandá-la calar a boca ou reclamar por ter um filho tão perguntador não são as melhores maneiras de lidar com a curiosidade natural que o mundo desperta na criança. Ele pôde até acabar por desinteressar-se de entender as coisas - e pagará o preço por isso, mais tarde, na vida escolar.

Leia mais...

As crianças pequenas conversam?

Os adultos que observam duas crianças a falarem uma com a outra, trocando gestos e risadas e, aparentemente, entendendo-se às mil maravilhas numa linguagem incompreensível, ficam curiosos para saber o que elas estão a dizer. Na maioria das vezes, o mais provável é que cada uma esteja a dizer uma coisa que não tem a menor relação com o que a outra diz. Ambas falam, sem se importarem em ouvir a outra.

Leia mais...

Assim, ele deixa de sofrer?

Não. A criança sofre com a separação mesmo quando a entende, porque o desenvolvimento da inteligência está sempre muito à frente da maturidade emocional. Ela entende a separação, mas não sabe como lidar com a frustação da ausência. Sabe que a pessoa vai voltar, mas não está ali naquele momento e, para ela, o momento presente é tudo. Basta a ausência momentânea para que fique angustiada, nervosa e insegura.

Leia mais...
Bucetuda com sainha de elastico | Guia da Mãe | Informações sobre a gravidez e o seu bebé.