Dizer “não” com muita frequência é prejudicial?

Santa Fe, NM

Sim, por várias razões. Primeiro, porque, ao ser repetida demais, a palavra desgasta-se e perde a força de uma verdadeira proibição. Em segundo lugar, porque os “não” em excesso acabam por ser devolvidos pela criança nas ocasiões mais despropositadas. Depois, porque tantos “não” podem reprimi-la tirar-lhe a iniciativa, inibir as suas acções. E, deste modo, ela perde a oportunidade de explorar, descobrir e aprender mais coisas sobre o mundo.

Comentários

Comentários

Dizer “não” com muita frequência é prejudicial? | Guia da Mae